Escolha uma Página

A partir do instante em que o estudante de medicina se forma, a sede em exercê-la por vezes o faz esquecer de alguns detalhes de suma importância para uma melhor segurança profissional.

Cerca de 12 demandas judiciais são instauradas por dia somente no estado de São Paulo. O motivo? ERRO MÉDICO.

Não é que o Erro Médico de fato esteja comprovado, pois o mesmo assim será passível de comprovação probatória.

Fato é que mesmo os mais brilhantes profissionais não estão isentos de uma demanda judicial. Infelizmente, com a intitulada Febre da Responsabilidade Civil e mercantilização dos danos morais, encontra-se o profissional vulnerável em se tratando de uma possível condenação.

Inda em se tratando de responsabilidade subjetiva (a qual depende da comprovação de culpa no sentido strito: negligência, imprudência ou imperícia), necessitará o profissional da defesa de um advogado para que sua inocência seja cristalinamente comprovada, o que de certo lhe trará gastos.

Para tanto, preferível é que o médico conte com todo um aparato de defesa que seja possível, evitando possíveis, para não dizer certos “corre-corre” na hora de receber uma citação judicial.

Hoje, faz-se primordial que o médico tenha uma assistência jurídica preventiva especializada, associado a um seguro de responsabilidade, porém todo cuidado deve ser tomado ao contratar um seguro, vez que infelizmente, muitos deles deixam o profissional na mão na hora em que mais se necessita. A análise minuciosa do contrato é indispensável, em razão que as vezes o profissional acha que está amparado e não está.

#alanaargoloadvogada #direitomedicoparamedicos